Nelson Motta lança livro '101 músicas que tocaram o Brasil', entre elas está 'Detalhes' de Roberto Carlos


Nelson Motta lança livro “101 canções que tocaram o Brasil” na capital RJ

Autor fará noite de autógrafos nesta terça (25) na Guaja Casa

Jornal do Brasil

Nelson Motta é autor de mais de 300 canções e inúmeras parcerias. Seu envolvimento com a música se confunde com a história da própria MPB. Escritor, produtor, jornalista e conhecedor apurado de todos os ritmos e sonoridades, ele lança em outubro pelo selo Estação Brasil, da editora Sextante, seu novo livro.

Seguindo a linha editorial da Coleção 101 – que tem como objetivo revisitar os diferentes aspectos que ajudaram a construir o país –, 101 canções que tocaram o Brasil traz um compilado das composições que, de acordo com o autor, se destacaram no universo musical brasileiro.

"Podem-se fazer várias listas de 101 canções, umas tão boas quanto outras, por gênero, por época, por importância histórica ou sucesso popular, além da excelência melódica, harmônica, rítmica e poética. Poderiam ser até 1.001, tal a criatividade e a diversidade dos compositores brasileiros nos últimos 101 anos. Uma das grandes qualidades da música brasileira é a variedade inigualável de gêneros, estilos, ritmos e misturas musicais, em épocas distintas e sob múltiplas influências, que representam nossa diversidade étnica e cultural”, explica o autor.

A playlist criada por Nelson é eclética. Vai do frevo ao samba, do clássico ao rock, do pop ao sertanejo. Entre as músicas escolhidas estão obras de Noel Rosa, Pixinguinha, Cartola, Ary Barroso, Dorival Caymmi, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Johnny Alf, Roberto Carlos, Paulinho da Viola... E tem Rita Lee, Lulu Santos, Legião Urbana, Tim Maia, Raul Seixas e tantas outras canções que se tornaram trilha sonora de nossa história pessoal e coletiva.

As 101 resenhas trazem curiosidades, contextualizam o momento em que cada música foi lançada e como as letras impactaram a sociedade brasileira.

Entre os detalhes preciosos que o livro traz estão:

 
- Em 1899, ano em que compôs “Ó abre alas”, Chiquinha Gonzaga abriu alas em sua vida para um novo amor: com 52 anos, passou a viver com um jovem de 16 anos, aprendiz de música, que foi seu companheiro até sua morte, em 1935;

- Ao compor “Detalhes” – apesar de ter consciência de que acabara de criar um clássico –Roberto Carlos implicou com a palavra “ronco” (O ronco barulhento do seu carro; A velha calça, desbotada ou coisa assim) por sua sonoridade bruta e possíveis outros sentidos pouco poéticos. Até entrar no estúdio, Roberto consultou diversos amigos, mas como ninguém estranhou, o ronco ficou;

 
- Com sua letra que retrata a luta e a esperança cotidiana do povo, o samba “Deixa a vida me levar”, de Serginho Meriti e Eri do Cais, se tornou um estrondoso sucesso na voz de Zeca Pagodinho. O refrão tomou conta do país e entrou na história como hino do pentacampeonato da Seleção brasileira no Japão, em 2002;

 
- Herbert Vianna compôs “Lanterna dos afogados” em 10 minutos, enquanto andava de moto com a namorada. A música é inspirada em um bar citado no romance Jubiabá, de Jorge Amado.

 
“Das canções que mais tocaram o coração do Brasil, estas 101 estão entre as mais bonitas, populares, importantes e originais. Mas muitas outras, que não cabem em um só livro, também formam uma riquíssima coleção de canções de vários estilos e gerações. A maior qualidade da música brasileira é sua diversidade. ”, ressalta Nelson.

Sobre o livro:



101 canções que tocaram o Brasil
Preço: R$59,90
Páginas: 224
Formato: 16 x 21cm

Sobre o autor:



Nelson Motta nasceu em São Paulo, em 1944, estudou design, mas começou como jornalista e crítico musical aos 20 anos. Em 1966 ganhou o 1º Festival Internacional da Canção com “Saveiros” (com Dori Caymmi). É letrista de 300 músicas e sucessos como “Dancin’ days” e “Como uma onda” (com Lulu Santos). Produziu discos de Elis Regina e Marisa Monte, escreveu os best-sellers Vale tudo: o som e a fúria de Tim Maia, Noites tropicais: solos, improvisos e memórias musicais e O canto da sereia, e o sucesso teatral Elis, a musical (com Patricia Andrade).

In
http://www.jb.com.br/cultura/noticias


Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário