Crônicas traduzem humor refinado e poético de André Laurentino


Alba Bittencourt
Portal Splish Splash


São Paulo, julho de 2017 - “Um pernambucano arraigado que sabe que a imensidão aí fora é tão absurda quanto um cortejo de bonecos de Olinda”. É assim que a atriz e escritora Fernanda Torres define André Laurentino, o autor de “Não me deixe aqui rindo sozinho”, publicação da Realejo Livros. O livro, que será lançado neste mês em Santos (24/07), São Paulo (25/07), Paraty (29/07) e Rio de Janeiro (31/07), reúne as melhores colunas de Laurentino, publicadas ao longo de quase dez anos no jornal O Estado de S. Paulo, no guia Divirta-se.

São histórias divertidas que se escondem nas sutilezas do dia a dia atribulado de uma cidade. Elas podem estar numa corrida de táxi, numa consulta com o dentista, na janela em frente ou na conversa da mesa ao lado. São frutos da observação, do humor e da memória. Podem fazer rir ou chorar, desde que não passem em branco. “Traduzem a estranheza do repentista”, resume Fernanda Torres, no prefácio.

Este humor sutil da obra transparece na capa, assinada pelo ilustrador José Carlos Lollo e que traz ainda na orelha uma caricatura do autor feita por Daniel Kondo, que compunha as ilustrações da coluna de Laurentino em O Estado de S. Paulo.

Nascido em Recife e alfabetizado em Fortaleza, André Laurentino viveu 19 anos em Olinda e 18 anos em São Paulo. Atualmente vive em Londres com sua mulher, duas filhas e dois gatos. Tem contos e crônicas publicados em diversos jornais, revistas e coletâneas. Em 2005, lançou o romance “A Paixão de Amâncio Amaro”, eleito um dos melhores livros do ano.

Para o lançamento de “Não me deixe aqui rindo sozinho”, foi criada uma página exclusiva no Facebook com materiais complementares sobre a obra, incluindo a leitura de trechos das crônicas por atores, escritores e amigos do autor.
https://www.facebook.com/naomedeixeaquirindosozinho/

Coleção Passarinho
“Não me deixe aqui rindo sozinho” é o sexto volume da Coleção Passarinho, cujo nome remete a uma gíria dada pelos cronistas ao recurso da inverdade em nome de um resultado dramático, e advém de uma história contada por Nelson Rodrigues - um dos mais importantes cronistas brasileiros - sobre o repórter que salvou uma matéria sobre um incêndio banal descrevendo com teatralidade a morte de um passarinho que cantava na gaiola em chamas. A cada edição, textos de cronistas contemporâneos de peso, com diferentes linguagens e temas, ora profundos ora cômicos, com uma proposta especial de leitura.

Além da obra de Laurentino, a Coleção Passarinho já tem publicados os livros “Água para as visitas”, de Marina Moraes, “A feijoada completa e outras crônicas”, de Matthew Shirts, “A humanidade é uma gorda dançando em um banquinho”, de Alexandre Soares Silva, “A menor importância”, de Cássio Zanatta, e “A pátria em sandálias da humildade”, de Xico Sá.

Sobre André Laurentino
 
 
André Laurentino foi diretor de arte durante 10 anos, chegando a ser um dos mais premiados da publicidade brasileira. Em 2003, tornou-se redator e em pouco tempo conquistou os mesmos prêmios na nova função. Além da carreira em publicidade, Laurentino passou a escrever roteiros de séries para a TV Globo, publicou o romance A Paixão de Amâncio Amaro (eleito um dos melhores livros de 2005) e foi colunista do Guia Divirta-se, do Estado de S. Paulo por quase dez anos. Tem vários contos e crônicas publicados em jornais, revistas e coletâneas. Atualmente vive em Londres com a mulher, duas filhas e dois gatos. "Não me deixe aqui rindo sozinho" é seu segundo livro.

Sobre a Realejo Livros
A Realejo Livros, do livreiro José Luiz Tahan, nasceu como livraria em 2001, dentro da Universidade Católica de Santos. Em 2003, mudou-se para o espaço no coração do Gonzaga, bairro da cidade. O segundo capítulo dessa história teve início em 2006, quando José Luiz decidiu expandir seu trabalho, criando a Realejo Livros. No final de 2007 foi inaugurada a segunda loja, no Shopping Miramar, em Santos. Mais tarde, em 2009, inicia-se um novo capítulo na empresa com a estreia do festival internacional de literatura, o Tarrafa Literária. Com inspiração em Paraty e Passo Fundo, cidades que sediam outros grandes eventos literários, a Realejo criou um importante festival que já faz parte do circuito internacional das letras. Hoje em dia, a editora já conta com quase 100 títulos publicados.

Ficha Técnica:
Título: Não me deixe aqui rindo sozinho
Autor: André Laurentino
Preço: R$ 39,90
Editora: Realejo Livros
Edição: 1ª edição
Ano: 2017
Categoria: Crônica
Número de páginas: 200 páginas
ISBN: 978-85-9588-000-9

Programação de Lançamentos
Segunda-feira, 24 de julho - Santos/SP
Local: Livraria Realejo
Horário: 18h30
Endereço: Av. Mal. Deodoro, 2 – Gonzaga - Santos
Programação: sessão de autógrafos com o autor e Choro de Bolso com Marcos Canduta e Débora Gozzoli
Gratis
Entrada livre

Terça-feira, 25 de julho - São Paulo/SP
Local: Livraria da Vila - Lorena
Endereço: Alameda Lorena, 1731 - Jardim Paulista – São Paulo
Horário: 18h30
Programação: sessão de autógrafos com o autor.
Gratis
Entrada livre

29/07 - Paraty/RJ (FLIP)
Local: Casa LIBRE & Nuvem de Livros
Endereço: a Casa LIBRE & Nuvem de Livros integra a programação da 15ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty – FLIP 2017.
Horário: 16h
Programação: Sessão de autógrafos com o autor e debate entre André Laurentino e Xico Sá, dois cronistas da Coleção Passarinho, com o tema “Sim, outro país é possível. E a leitura com isso?”.
Gratis
Entrada livre

31/07 - Rio de Janeiro/RJ
Local: Livraria da Travessa - Ipanema
Endereço: Rua Visconde de Pirajá, 572 – Ipanema – Rio de Janeiro/RJ
Horário: 19h
Programação: sessão de autógrafos com o autor.
Gratis
Entrada livre

Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário