Claudia Assef cria campanha de crowdfunding para relançar livro 'Todo DJ Já Sambou'

Fora de catálogo desde 2015, livro será atualizado e ganha nova capa

 
Alba Bittencourt
Portal Splish Splash

São Paulo, julho de 2017 – A jornalista e DJ Claudia Assef cria campanha de crowdfunding para relançar o livro “Todo DJ Já Sambou – A História do Disc-Joquei no Brasil”. Lançada em 2003, sem grandes pretensões pela editora Conrad, a primeira edição rapidamente sumiu das prateleiras. Seguiram-se mais duas tiragens, com repercussão enorme na mídia e também na vida real: muitas escolas de DJ e cursos de produção musical passaram a usar o livro como material didático. Trata-se do único livro brasileiro que conta desde os primórdios a evolução da profissão disc-jóquei. O livro foi elogiado internacionalmente por nomes como o Bill Brewster, autor da bíblia inglesa “Last Night a DJ Saved My Life”. Segundo Brewster, Assef, autora do livro, "ajudou a restabelecer o equilíbrio na cultura musical brasileira".

Exagero ou não, fato é que o livro está esgotado nas livrarias há cerca de dois anos. E, desde o final de 2016, é praticamente impossível encontrá-lo em sebos. Por isso, a jornalista deseja recolocá-lo no mercado, de forma independente. “Todo DJ Já Sambou” será ampliado e revisado, além de ganhar um novo projeto gráfico e uma nova capa – que será escolhida através de um concurso a ser lançado em breve. A novíssima edição do já clássico “Todo DJ Já Sambou” será o primeiro lançamento da editora Music Non Stop, braço editorial do site dirigido pela autora do livro.

A meta da campanha é levantar dinheiro suficiente para imprimir 3.000 livros, além de pagar seu novo projeto gráfico. Além disso, algumas possibilidades de experiências foram criadas como recompensa para os colaboradores. Entre os prêmios, uma sessão de cinema no Cine Sala, em São Paulo, com exibição do documentário praticamente inédito e nunca lançado “A Orquestra Invisível e Outros DJs pioneiros do Brasil” (de Keke Toledo e Ricardo Camargo Braga); um jantar com a autora e o primeiro DJ do Brasil, seu Osvaldo Pereira; ou um rolê para comprar discos com o DJ Mau Mau em São Paulo.

Os livros serão impressos no final da campanha, que terá duração de 60 dias, vigorando entre 23 de maio e 23 de julho. O esquema de campanha é “Tudo ou Nada”, ou seja, se não chegarmos na meta, não ficaremos com o dinheiro arrecado e ele será devolvido aos apoiadores.

Link: https://www.catarse.me/todo_dj_ja_sambou

RECOMPENSAS

• Livro com desconto - o lote inicial, com 30% de desconto, sai por R$ 35,00 já com o frete para todo o Brasil
• Livro autografado - custa R$ 70,00 já com o frete
• Livro + camiseta exclusiva criada pela marca BEM LIXO - R$ 75,00 já com frete
• Livro autografado + seu nome impresso na lista dos apoiadores - R$ 150,00
• Jantar com a autora e com o primeiro DJ do Brasil, seu Osvaldo Pereira, em dois restaurantes de São Paulo (Consulado Mineiro e Riviera). O jantar para duas pessoas sai por R$ 1.200,00 (item para fãs mesmo)
• Rolê por lojas do centro de São Paulo com o DJ Mau Mau, que irá indicar preciosidades e curiosidades - R$ 800,00
• Ingresso para assistir a uma sessão de cinema do documentário “Orquestra Invisível”, baseado no livro “Todo DJ Já Sambou”, lançado em 2003 e apresentado apenas em alguns festivais. Nunca foi lançado e não está na internet. A sessão será seguida de debate e irá acontecer em agosto, na Cine Sala, em São Paulo - R$ 60,00
• Se você tiver uma escola ou pequena loja, há lotes com desconto para venda de 50 ou 100 livros com desconto e pagamento em até 3 x sem juros.
• Se você for uma empresa e quiser que seu nome apareça como patrocinador ou apoiador do livro, há cotas a partir de R$ 5.500,00.

“Estamos confiantes de que muita gente que já leu e tem o livro ficará a fim de ter esta nova edição e muita gente que nunca ouviu falar vai querer saber um tiquinho mais a respeito da profissão DJ no Brasil”, conta Claudia Assef. “Pedimos o apoio de todos vocês. Lembrando que a campanha é ‘Tudo ou Nada’, ou seja, se não atingirmos a meta mínima, o projeto não sai do papel”.

Sobre Claudia AssefAutora do único livro escrito no Brasil sobre a história do DJ e da cena eletrônica nacional, a jornalista e DJ Claudia Assef tomou contato com a música de pista ainda criança, por influência dos pais, um casal festeiro que não perdia noitadas nas discotecas que fervilhavam na São Paulo dos anos 70. Seu livro “Todo DJ Já Sambou – A História do Disc-Jóquei no Brasil” foi lançado em 2003 com eventos em várias cidades do país.

Formada em jornalismo em 1996, Claudia começou a trabalhar como free-lancer para o caderno “Acontece”, da Folha de S. Paulo, e foi contratada pelo extinto jornal Folha da Tarde, como repórter do caderno “Show”. Depois de uma rápida passagem pela sucursal paulistana do jornal Correio Braziliense, onde atuou na cobertura de cultura, Claudia foi contratada pela Folha de S. Paulo, como repórter do caderno “Folhateen”, atuando nas coberturas de comportamento e música. Em 2000, Claudia foi escolhida para o programa de bolsistas do jornal e foi trabalhar como correspondente em Paris. De volta ao Brasil, trabalhou entre 2001 e 2003 no caderno “Ilustrada”.

Durante o período em que viveu na França, freqüentando clubes como Rex, Tryptique, Batofar e Le Pulpe, Claudia começou a discotecar. De volta ao Brasil, em 2001, com vários discos de vinil franceses no case, Claudia estreou como DJ, na noite Ambiance, que misturava house, disco e electro. Naquele mesmo ano, a DJ/ jornalista também estreou no rádio, com um programa semanal na 97 FM (Energia), em São Paulo, o “Clubtronic Especial”. Em 2003, Claudia se tornou residente do clube Lov.e (com a festa Discology).

Ainda em 2003, Claudia foi convidada pelo grupo Abril para editar a revista “Volume01”, de música e cultura eletrônica. No mesmo ano, ela assumiu o comando de outra revista, a independente “Beatz”. Em 2004, lançou a primeira noite de minimal techno e vertentes do Brasil, a Mínima, ao lado da DJ Eli Iwasa. Como consultora, sócia da agência Supercontents, Claudia esteve envolvida na criação e/ ou desenvolvimento do Sonarsound São Paulo, Electronic Music Fair (EHF), Skol Beats 2005 e 2006, Nokia Trends, MicroMutek e Motomix.

Entre 2004 e 2006, Claudia escreveu para revistas brasileiras e internacionais, como Bizz, Bravo, DJ World, Jovem Pan, Disco Club (Portugal), Revista da MTV, entre outras. O blog Todo DJ Já Sambou nasceu em meados de 2007 e no início de 2008 migrou para o site Rraurl.com.

Como DJ, Claudia manteve a noite Discology (em parceria com Camilo Rocha) no Vegas, dedicada à pesquisa musical das eras mais remotas da música eletrônica, do funk e ao hip hop.

Traduzindo em batidas, seus sets passeiam por tecno, house e electro com influências que vão desde o clima quente do dub até a frieza robótica do breakbeat alemão. Claudia já tocou ao lado de DJs como Marc Houle, Troy Pierce, Greg Wilson, Tim Sweeney, Ellen Allien, entre outros, e se apresentou nos principais clubes do país.

Em 2010, Claudia dirigiu a exposição Smirnoff@Nightlife, realizada no Castelinho da av. Brigadeiro Luis Antônio. A mostra reuniu fotos, flyers, discos de vinil, figurinos, documentários, memorabilia de clubes e de gente da noite numa retrospectiva inédita que se propôs a contar 40 anos de noite numa ambientação de museu.

Em 2010 e 2011, esteve à frente do programa Discologia, que foi ao pela extinta Oi FM, e manteve no jornal O Estado de S. Paulo a coluna Ouvido Absoluto, sobre música eletrônica. Em 2013, Claudia escreveu e cantou na faixa Simpaticona da Boate, da dupla Lacozta, single que foi lançado em vinil a partir de uma campanha de crowdfunding realizada via Catarse. O clipe pode ser visto abaixo.

Como diretora de conteúdo do Virgula, Claudia implementou um novo conceito editorial no portal, que passou a apostar num conteúdo mais focado no jovem urbano. Foi lá que nasceu o programa Todo Mundo é DJ, que agora Claudia mantém no seu site próprio, Music Non Stop.

Além de ser publisher do MNS, Claudia é idealizadora da festa infantil Disco Baby e da plataforma de música voltada ao protagonismo feminino, Women's Music Event, projeto que divide com a sócia, Monique Dardenne.

Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário