ÀS QUARTAS – FEIRAS – Da “mágica do computador”





Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br
Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9

28 de dezembro de 2013 

Em memória de Maria Rita

Carlos Alberto Alves

Foi em 1988 (creio que não errei no ano) que, pela primeira vez, estava eu em Portugal, concretamente na ilha Terceira (Açores), escrevi um artigo sobre Roberto Carlos, exatamente em relação ao seu sofrimento com a doença de sua mulher Maria Rita, ao cabo o grande amor do King, manda a verdade dizer. Nessa altura, não existia MSN nem coisa assim tão parecida, apenas e só a DALNET e lá tinha o site COROAS que eu freqüentava nas horas vagas. E foi mesmo por ali que logrei alguns detalhes junto de pessoas amigas que hoje não sei os respectivos paradeiros.

Em 2009, eu já estava no Brasil, mas, apenas, escrevendo para Portugal. Só no ano seguinte é que dilatei as minhas colaborações por sites e portais. Nesse mesmo ano de 2009, completou-se 10 anos sobre a morte de Maria Rita, a última mulher do King. Como sempre, Roberto Carlos cumpriu o ritual que ele continuamente seguiu, ou seja, participar de uma missa na igreja de Nossa Senhora do Brasil no Rio de Janeiro. Ao cabo, uma forma de relembrar quem muito amou o King, E, sempre que passa um ano da morte de Maria Rita, Roberto Carlos cumpre religiosamente a sua presença com uma missa, comungando. Nesse ano de 2009, data mais significativa por se tratar da primeira década sobre a morte de Maria Rita, Roberto Carlos cantou Detalhes.
Hoje e sempre Maria Rita é lembrada. Eu também a recordo com toda a emoção, visto que o primeiro artigo (matéria para os brasileiros) que escrevi relacionado com Roberto Carlos foi por via de uma infelicidade que entrou na vida de ambos. Nessa ocasião, Maria Rita já tinha agravado o seu estado de saúde.

Jornalista há mais de 50 anos com crónicas e reportagens na comunicação social desportiva e generalista. Atualmente com site próprio (http://jornalistacarlosalbertoalves.blogspot.com) e contribuidor diário no Portal Splish Splash e no site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. jornalistaalves@bol.com.br

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário