Affonso Romano de Sant’Anna lança série de reflexões sobre o universo artístico e a história da arte


Trilogia aborda o conceito de artificação, o interesse do público em arte e a redefinição de centro e periferia

 
Alba Bittencourt
Portal Splish Splash

Com o objetivo de ampliar as discussões em torno dos temas caros à arte, a Editora Unesp lança três obras do premiado escritor Affonso Romano de Sant’Anna: Nova história da arte, sobre o interesse do público em arte moderna e vice-versa, Redefinindo centro e periferia, cujas discussões alcançam as definições do que é principal e do que é periférico na produção artística, e Artificação: problemas e soluções, uma reflexão sobre a ideia da socióloga francesa Roberta Shapiro para repensar o lugar e o papel da arte em nossa época.  
            
Em Nova história da arte, Romano de Sant’Anna questiona se a arte contemporânea tem interesse no público e, a partir desta e de outras provocações, delineia uma reflexão original sobre o significado das artes plásticas contemporâneas. “Em outros termos, é como se tais obras não significassem, ou como se tivessem baixo índice de significação”, escreve. “Esse esvaziamento de sentido tem que ser analisado, além da ironia, e deve ser pensado dentro de um quadro maior que inclua o entendimento da(s) ideologia(s) dominante(s) em nossa época.”            
 

Já no livro Redefinindo centro e periferia, o autor produz três ensaios escritos com base em conferências que fez no Brasil e no exterior nos quais traz a lume as mudanças, inversões, transgressões e os modos de pensar o que é considerado central e periférico no mundo das artes contemporâneo. Dentre outras ideias, Romano de Sant’Anna comenta como o excentrismo acabou por se tornar o padrão. “Na verdade, nossa geração foi educada para o excêntrico. Assim como nos períodos renascentista e neoclássico aprendia-se a seguir o cânone, (...) fomos instruídos para contestar a tradição, para amar o bizarro, o diferente, o transgressor norma, o padrão, e assim nos leva a refletir sobre a possibilidade de se enxergar o mundo e as artes de forma a transpor os limites daquela oposição binária.”   



A obra Artificação: problemas e soluções, por sua vez, parte do conceito elaborado no começo do século XXI pela socióloga francesa Roberta Shapiro para refletir sobre a posição da arte nos dias de hoje. Apoiando-se em diversas disciplinas, como a antropologia, a sociologia e a história, a artificação tenta “entender como, quando e por que são criadas novas formas de expressão artística, levando-nos a rever a noção de arte e ainda a encarar diversos problemas da modernidade e da pós-modernidade”. 

Sobre o autor – Affonso Romano de Sant’Anna, nascido em Belo Horizonte em 1937, esteve envolvido em todos os âmbitos da literatura brasileira desde os anos 1950. Autor premiado de prosa e poesia, participou dos movimentos de vanguarda poética na segunda metade do século XX. Autor de diversos livros – entre poesia, ensaio e crônica –, Affonso teve forte impacto no cenário da crítica literária nacional com sua inovadora obra analítica. Foi professor em diversas universidades brasileiras e estrangeiras. Dirigiu a Biblioteca Nacional entre 1990 e 1996.  


Título: Nova história da arte
Autor: Affonso Romano de Sant’Anna
Número de páginas: 94       
Formato: 11,5 x 15,5 cm
Preço: 18,00
ISBN: 978-85-393-0673-2

Título: Redefinindo centro e periferia

Autor: Affonso Romano de Sant’Anna
Número de páginas: 124     
Formato: 11,5 x 15,5 cm
Preço: 22,00
ISBN: 978-85-393-0674-9

Título: Artificação: problemas e soluções
Autor: Affonso Romano de Sant’Anna
Número de páginas: 95       
Formato: 11,5 x 15,5 cm
Preço: 18,00
ISBN: 978-85-393-0675-6

Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário