Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear e Comissão Nacional de Energia Nuclear firmam convênio de cooperação bilateral


Após a assinatura, grupo realizou a primeira reunião de trabalho para definição de ações de médio e longo prazo

                                                                                                                                   
Alda jesus
Portal Splish Splash

A Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear (SBMN), representada pelo presidente Juliano Cerci e pelo Diretor de Ética e Defesa Profissional, Celso Darío Ramos, anunciam na tarde desta terça-feira (6) o acordo de cooperação bilateral com a Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).

O documento prevê o fortalecimento da proteção radiológica e segurança nas atividades nucleares. O encontro aconteceu na sede do CNEN, no Rio de Janeiro, onde foi representada pelo presidente Paulo Roberto Pertusi, e o vice-presidente do órgão, Alexandre Gromann de Araújo Góes. “Esse é um momento histórico para a SBMN, além da anuência da Associação Médica Brasileira (AMB), passamos a ter um acordo formalizado com esse importante órgão federal”, comemorou Juliano Cerci no momento da assinatura. “Quero agradecer o empenho de todos para vivermos esse momento tão especial para a SBMN, iniciado na gestão do Darío em 2011”, completa.

Como órgão regulador das aplicações sociais de energia nuclear no Brasil, cabe à CNEN licenciar e controlar práticas de medicina nuclear no que diz respeito à proteção radiológica. Assim, o acordo abre a possibilidade de uma série de ações práticas já acertadas entre as entidades, como a avaliação conjunta de competências exigidas de responsáveis técnicos de serviços de Medicina Nuclear. As entidades também atuarão em parceria nos processos de habilitação de médicos nucleares.

A assinatura do acordo prevê ainda reuniões periódicas entre as entidades para que, juntas, atuem no desenvolvimento de pesquisas, instrumentos científicos e técnico-administrativos que permitam levar os benefícios da especialidade nuclear a um número maior de pessoas.

Primeiras diretrizes

Após assinarem o acordo de cooperação bilateral, no último dia 6, representantes da Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear (SBMN) e da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) aproveitaram a ocasião para realizar a primeira reunião para definição de diretrizes, na sede da Comissão no Rio de Janeiro.

Na pauta do primeiro encontro, buscou-se identificar aspectos e demandas mais importantes, como a definição de prazos para as vistorias e demandas dos serviços de medicina nuclear relacionadas a CNEN. Também estão no radar das atividades em convênio a elaboração de guias de referência nacionais para diagnósticos.

A médio e longo prazo, a expectativa é que a parceria também desenvolva workshops em conjunto, sempre levando em consideração a segurança radiológica dos pacientes. “Para a CNEN, a parceria também é motivo de felicidade, pois a nova diretoria tem o desafio de aproximar-se das sociedades médicas e da população em geral”, comenta o Coordenador Geral de Instalações Médicas e Indústrias da CNEN, Alessandro Facure. Para mais informações, acesse www.sbmn.org.br
alda jesus

Sobre a autora

Alda Jesus - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário