Mais de 18 milhões de alunos de escolas públicas e privadas participam da OBMEP


Estudantes de 51.373 instituições de ensino farão prova da 1ª fase nesta terça no local onde estudam

                                                                                                                                
Alda Jesus
portal Splish Splash

Um desafio único aguarda 18,2 milhões de alunos brasileiros nesta terça-feira (6): a prova da 1ª fase da OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas). Em sua 13ª edição, a maior competição estudantil do país bateu um novo recorde de instituições de ensino inscritas (53.230), abrangendo 99,6% dos municípios brasileiros. A competição contará, pela primeira vez, com participantes de colégios particulares (4.472 inscritos). A OBMEP integra o calendário de atividades do Biênio da Matemática Gomes de Sousa 2017-2018.

Cada escola inscrita na OBMEP 2017 vai aplicar e corrigir as provas, seguindo as instruções e os gabaritos elaborados pelo IMPA (Instituto de Matemática Pura e Aplicada), que realiza a olimpíada. Com 2h30 de duração, as provas são diferenciadas em três níveis, de acordo com o grau de escolaridade: (N1 - 6º ou 7º ano do Ensino Fundamental); (N2 - 8º ou 9º ano do Ensino Fundamental); e (N3 - qualquer ano do Ensino Médio) e são compostas, cada uma, de 20 questões de múltipla escolha. Os alunos classificados nessa etapa farão a 2ª fase, discursiva, marcada para 16 de setembro.

OBMEP melhora desempenho de alunos

Destinada a estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio, a OBMEP contribui para estimular o estudo da Matemática no Brasil, identificar jovens talentosos – incentivando seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas – e promover a inclusão social pela difusão do conhecimento. Estudos independentes comprovam um efetivo impacto da OBMEP nos resultados de Matemática no país. Escolas que participam ativamente da competição acadêmica apresentam acentuada melhora no desempenho de seus alunos na Prova Brasil: a evolução é da ordem de 26 pontos, o que corresponde a 1,5 ano de escolaridade extra.

A adesão de alunos das escolas privadas a partir desta 13ª edição da OBMEP pretende garantir que todas as escolas brasileiras tenham acesso a material de qualidade, ajudando a despertar o gosto pela Matemática. Esse tipo de iniciativa tem produzido resultados positivos nas escolas.

A OBMEP vai continuar a dar o mesmo número de premiações a alunos de escolas públicas que nas edições anteriores (500 medalhas de ouro, 1.500 de prata, 4.500 de bronze e até 46.200 menções honrosas), e também premiará estudantes de escolas particulares (25 ouros, 75 pratas, 225 bronzes e até 5.700 menções honrosas).

Criada em 2005, a OBMEP é uma realização do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e promovida com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC).
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário