Conversa com o arquiteto e urbanista Paulo Tavares


Investigar o genocídio de indígenas com ferramentas da arqueologia e da arquitetura é parte do trabalho de Paulo Tavares, que conversará com o público no Galpão VB dia 10 de junho, sábado, às 15h

Alba Bittencourt
Portal Splish Splash

Doutor pela Goldsmiths University e colaborador do projeto Forensic Architecture, o arquiteto, urbanista e pesquisador Paulo Tavares vem desenvolvendo, nos últimos anos, uma investigação que aproxima arqueologia, urbanismo e antropologia para refletir sobre as articulações possíveis entre patrimônio cultural e direitos de povos e comunidades tradicionais.

No dia 10 de junho sábado, às 15h, no Galpão VB, Tavares irá relatar suas recentes experiências com povos originários e comunidades tradicionais no Equador e no Brasil. A conversa com o público será mediada por Gabriel Bogossian, cocurador da exposição Nada levarei quando morrer, aqueles que me devem cobrarei no inferno, em cartaz até 17 de junho.

Sobre o trabalho de Paulo Tavares: http://site.videobrasil.org.br/news/2204310

Sobre a exposição Nada levarei quando morrer, aqueles que me devem cobrarei no inferno: http://site.videobrasil.org.br/exposicoes/galpaovb/nadalevarei

SERVIÇO:
O QUE: Conversa com Paulo Tavares. Mediação de Gabriel Bogossian. Programa público da exposição Nada levarei quando morrer, aqueles que me devem cobrarei no inferno
QUANDO: 10 de junho, sábado, às 15h
ONDE: Galpão VB | Associação Cultural Videobrasil (Av. Imperatriz Leopoldina, 1150, São Paulo, SP)
Entrada gratuita

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário