ÀS QUINTAS – FEIRAS – Roberto Carlos na berlinda





Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br
Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9

1.Bom... há que convir que, apesar do AG falar muito ao telefone com o Rei Roberto Carlos, este não lhe dá espaço de manobra para ele se aproximar em demasia do grupo MULHERES DO REI. A verdade nua e crua é que ninguém consegue penetrar no “harém” do Rei. Se elas se juntam por ele distanciando-se de todos os outros homens, existem fortes motivos: elegância, romantismo, diplomacia, vitalidade q.b., e agora cabelo liso sem usar escova. Esta coisa de escova foi só em Jerusalém.
Vou ter que terminar, tocou o telefone, foi alguém que me ligou, e como a esta hora (7H30 da manhã) não é coisa boa, quando atender já entro a cantar JESUS CRISTO. Obrigado, Roberto, por esta canção que dá para vários sentidos. Ó Roberto, mas eu estou aqui!

2. O telefone toca e do outro lado uma voz por de mais conhecida. Óbvio o nosso “Zé da Pipa”, que parecia aborrecido. Certamente não tinha a ver com problemas de mulheres, ele que se considera um “macho latino” de primeira água. Ele se considera...
Nosso “Zé da Pipa” começou por revelar que está muito arrependido de ter participado naquele artigo (matéria) em que se fala dos gostos do Rei em termos de lutas. Comentou que, agora, quando passa pela rua é debochado pelas pessoas que o conhecem, assim no género: “calça umas luvas e vai lutar com o Roberto Carlos”. E mais: “arranja um rolo e coloca no teu quarto para o aquecimento com as mulheres”. Na verdade, o “Zé da Pipa” não é pessoa de imitar ninguém, muito menos o Rei Roberto Carlos que ele tanto venera, apesar de, como se sabe, ser um nosso informador pelo que vê e pelo que ouve em relação ao Rei. Mas aqui é a missão do jornalista que está em causa, utilizando aquela velha máxima ”amigos, amigos, negócios aparte”.
Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário