AOS SÁBADOS - Conversas ao telefone com o "Zé da Pipa"




 

Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br
Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9

Que novidades tens?

“Zé da Pipa” – Vi um porco andar de bicicleta...

Essa não pega, não esqueça de que eu já sou músico antigo e já sei o valor das notas...

“Zé da Pipa” – Pois é... Tu e o outro que nós conhecemos são exímios em notas...

O rei já chegou dos seus dois shows que realizou em Santos. Viste-o entrar?

“Zé da Pipa” – Desta vez, estava ali pertinho, andava eu a caminhar quando ele chegou com um ar bem sorridente...

Há sim. Não tentas uma aproximação?

“Zé da Pipa” – Era difícil, aqueles seguranças não dão hipóteses a ninguém...

É verdade. Esqueci-me desse pormenor. São sempre assim.

“Zé da Pipa” – Mas um deles pegou num frasco que o rei trazia na mão com muito cuidado...

Querem ver que o Roberto recebeu de presente grilos e mariposas?

“Zé da Pipa” – Também pensei no mesmo, mas não deu para ver...

Já te disse que tens que estar acompanhado dos teus binóculos...

“Zé da Pipa” – Estão a precisar de lentes novas ou então o chefe me oferecer uns mais modernos...

É assunto para se pensar, tratando-se de algo que é útil para o teu trabalho...

“Zé da Pipa” – Binóculos e mais binóculos. Espero por eles...

E que mais queres? Umas castanholas, por exemplo?

“Zé da Pipa” – Não quero, de forma alguma, ser concorrente do gajo do carago...

Também tem isso. Mas creio que ele até gostaria, tratando-se da tua pessoa...

“Zé da Pipa” – Eu sei que ele me ama...

Não duvido. Continua atento aos movimentos do rei.

“Zé da Pipa” – Como sempre faço, apesar de existirem pessoas que não acreditam na minha eficiência.
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário