Ângela Maria afirma: Roberto disse que eu poderia gravar o que eu quisesse

Cecília Emiliana
"Minha rainha!", disse Roberto Carlos—o rei—ao receber Ângela Maria no camarim, em show realizado em São Paulo há cerca de 8 meses. A cantora, na ocasião, visitava um velho amigo, mas aproveitou a oportunidade para tratar de ‘business’. “Roberto, me deixe gravar 10 músicas do seu repertório?”, perguntou. 

Arrancou dele o sonoro ‘sim’ que, como se sabe, o compositor é bem ‘econômico’ em distribuir. Mas quem é capaz de negar qualquer coisa à maior intérprete do Brasil para ninguém menos que Elis Regina e tantos outros do mesmo quilate? Nem o rei se arriscaria.

Assim nasceu Ângela Maria & as canções de Roberto e Erasmo, disco lançado pelo selo da gravadora Biscoito Fino. No setlist, grandes sucessos da carreira da dupla, como Jovens tarde de domingo, Sua estupidez e Sentado à beira do caminho. Ângela, porém, também deu voz a pérolas menos tocadas dos dois, como Eu disse adeus e O show já terminou. “Roberto disse que eu poderia gravar o que eu quisesse. Falou assim pra mim: ‘Que compositor não ficaria feliz em ser gravado por você?’. Fui ousada e pedi até Detalhes, que ele tem o maior ciúme, não libera pra quase ninguém. Mas pra mim, ele liberou. Só que eu não gravei. Em respeito a ele, sabe? Ele tem uma história com essa música. Ela significa pra ele uma coisa que eu não sei, nem quero saber! (risos).”, diz

A musa da era de ouro do rádio prestou ainda uma homenagem ao amigo Cauby Peixoto, morto em maio do ano passado. Fez com ele um dueto na faixa Como é grande o meu amor por você. “Cantamos juntos essa canção quando ele ainda era vivo, em 2013, para o CD Reencontro. A voz dele foi retirada de lá, mas a trabalhamos com um novo arranjo”, diz Ângela em tom de saudade. “Nunca me esqueço de Cauby, ele está sempre na minha memória. Sempre que estou no palco, ele vem à minha cabeça. Parece que está ali, junto comigo. Era um irmão querido.”, relembra. 

Aos 88 anos—68 de estrada—Ângela Maria estreará o show de lançamento do disco em 23 de julho, no Sesc Santana, em São Paulo. A aposentadoria, garante ela, não está, nem nunca estará nos planos. "Vou parar só na cova mesmo! Não estou respeitando muito a minha idade (risos). Estou com quase 90, mas a saúde está boa. A aparência, não ligo; e a voz, graças a Deus, responde direitinho. Então a gente segue cantando enquanto der", afirma.

Serviço
Ângela Maria & as canções de Roberto e Erasmo
Biscoito Fino
R$ 29,90

    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário