Roberto Carlos é tão bom que até seu lado B é irresistível!


Aos mais jovens: no passado, o compacto simples tinha uma música de cada lado.

A regra era: o lado A fazia sucesso, tocava no rádio. O lado B, não. Muitas vezes, caía até no esquecimento.

Muitos de nós, contemporâneos dos velhos compactos de vinil, usamos a expressão “lado B” não ao pé da letra, mas quando nos referimos a músicas menos lembradas no repertório de um artista. Não necessariamente aquelas que de fato ocuparam a face B de um compacto.

Depois dessa pequena introdução, vou a Roberto Carlos, que na próxima semana faz shows em João Pessoa (dia 10) e em Campina Grande (dia 12).

O Rei tem, por baixo, dezenas e dezenas de músicas inseridas na memória afetiva do ouvinte brasileiro. Como ele, não há mais ninguém. Essas, são os seus lados A.

E os lados B?

A coluna de hoje é dedicada a eles. São canções menos óbvias do seu repertório. A lista é grande, mas os verdadeiros fãs do artista conhecem todas, é claro!

Algumas me são muito caras.

Vou fazer uma pequena lista. Um top 10.

Vamos, então, ouvir os lados B de Roberto Carlos?


Começo com Nasci Para Chorar. Versão deliciosa do rock Born to Cry. Do começo da carreira. Está no disco É Proibido Fumar.

Coimbra. Canção portuguesa. Linda. Está em Jovem Guarda. Caetano Veloso gravou, três décadas mais tarde.

Madrasta. Pouca gente lembra. É a última faixa do LP O Inimitável Roberto Carlos.

Nada Vai me Convencer. Da fase soul do artista. Está no álbum de 1969.

Uma Palavra Amiga. Mais uma da fase soul. Do disco de 1970.

Você Não Sabe o que Vai Perder. Grande rock, muitíssimo bem arranjado, muito bem executado. De 1971.

Acalanto. O Rei cantando Dorival Caymmi. Precisa dizer mais alguma coisa? De 1972.

Não Adianta Nada. Meio rock, meio blues, meio soul. Um canção esquecida. De 1973.

Desenhos na Parede. Quem lembra dessa? Está no disco de 1975.

Você me Pediu. É da compilação San Remo 1968.

Fechei um top 10! E só fui até meados da década de 1970!

20, 30, 40 canções! Faria outras listas facilmente!

in-http://blogs.jornaldaparaiba.com.br
Alda Jesus

Sobre a autora

Alda Jesus - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário