Industrial Design inspira rede de coworking em São Paulo


Com conceito arquitetônico inovador, CO.W Coworking Space atrai empresas que buscam ambientes modernos, funcionais e inspiradores

Alba Bittencourt
Portal Splish Splash

O mais novo coworking de São Paulo está atraindo olhares de empresas de diversos segmentos. E não é só pelo fato de ser uma comunidade de empreendedorismo que promove a inovação, a criação e a geração de novos negócios, mas também pelo seu ambiente altamente criativo. “Conseguimos transformar um galpão localizado em uma região cheia de prédios e muita movimentação de carros e pessoas, em um espaço moderno, tranquilo e ao mesmo tempo aconchegante e inspirador. Preservamos ainda uma antiga e charmosa vila e os jardins com grandes árvores que existiam no local”, comenta Renato Auriemo, sócio diretor do CO.W.

O projeto arquitetônico do novo espaço foi assinado por Beto Magalhães e desenvolvido a partir de reuniões de imersão entre o arquiteto e a diretoria do CO.W. “Esses encontros foram essenciais para o sucesso do trabalho”, afirma o profissional. Beto se inspirou no conceito Industrial Design, nova tendência que consiste em dar a objetos já existentes uma segunda função. Nos espaços do CO.W esse conceito pode ser percebido em vários elementos. O próprio galpão onde eles estão localizados, as vigas e iluminação aparentes, containers, tambores de ferro e paredes de tijolos são alguns exemplos.

A luz natural do espaço, a presença de vegetação na parte interna com vasos suspensos e a utilização de madeira e de cores vibrantes nos mobiliários também fazem parte do conceito inovador. “Além de bonito, o local tem que ser agradável e funcional. Tudo no ambiente precisa se encaixar e ter sinergia. Pensamos em cada detalhe para facilitar e melhorar o dia das pessoas que estão no local, seja trabalhando, na hora do café ou do descanso”, complementa Beto. 

Os ambientes do espaço seguem o mesmo conceito do negócio, que é o de compartilhar. “O projeto arquitetônico cria uma dinâmica que provoca o compartilhamento não só das estações de trabalho, mas também das áreas de descanso, lounges, jardins, café, etc”, comenta o arquiteto. Para Fernando Fernandes, Diretor Criativo da Berk Filmes e membro do CO.W, optar por um coworking nunca tinha passado pela sua cabeça até resolver visitar um, e o CO.W foi o escolhido. “Foi amor à primeira vista. A ideia de poder ter um espaço com privacidade 24 horas por dia e 7 dias por semana me agradou muito. A experiência de se trabalhar em um lugar moderno e aconchegante, com a infraestrutura oferecida, o atendimento e o custo benefício de se ter todo o respaldo sem me preocupar com nada, tem sido surpreendente”, comenta Fernandes, e complementa “Dificilmente sairei dessa nova forma de trabalho. Espero que minha empresa cresça aqui dentro e que eu possa de alguma forma fazer parte dessa comunidade, dessa vaquinha”, finaliza.

O empreendimento opera na região da Berrini e conta com 2.000 m2 de área construída e comporta até 550 pessoas com infraestrutura completa. O CO.W Coworking Space mantém o mesmo padrão de arquitetura para todas as suas unidades, que já somam 3 só em São Paulo. O espaço da Vila Olímpia (SP) será o próximo a ser inaugurado, com capacidade para receber até 100 membros. A previsão para inauguração é junho.

O começo da empreitada foi em 2015, em Joinville (SC), onde há duas unidades do coworking. “Ainda nesse semestre levaremos a CO.W Coworking para as cidades do Rio de Janeiro e Florianópolis. Nosso objetivo é estar em 15 diferentes cidades nos próximos três anos”, revela Auriemo.

Para mais informações sobre o CO.W: 

Para mais informações sobre a B.Magalhães: 



Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário