Dani Lins sonha que os filhos a vejam jogar


Alba Bittencourt
Portal Splish Splash
 

15/05/17 - KOBE (JAPÃO) - A levantadora Dani Lins, campeã olímpica com a seleção brasileira de vôlei em Londres (2012), revelou, durante a disputa do Mundial de Clubes de Vôlei Feminino FIVB, que está sendo disputado em Kobe, o desejo de voltar para o Japão em 2020, para a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

“Quero muito disputar a próxima Olimpíada. Se me deixarem, quero ir além”, diz a jogadora, já fazendo as contas de quantos anos terá na edição de 2024 dos Jogos. “Trinta e nove…acho que dá. Olha o exemplo da Fofão", brinca, referindo-se à jogadora que atuou por 17 anos na seleção brasileira, aposentando-se aos 38 anos, após a conquista de três medalhas olímpicas (dois bronzes - Atlanta/96 e Sydney/00 - e um ouro - Londres/2012).

“Na verdade é o nosso corpo que fala até quando a gente vai conseguir jogar, né? Mas se eu estiver bem e o José Roberto (treinador da seleção brasileira) achar que eu estou também, quero ir muito além”, explica a jogadora, que pretende tirar um período sabático para realizar um outro sonho: o de ser mãe.

“Sonho em construir a minha família, ter meus filhos e mais ainda, que eles me vejam jogar”, revela. “Vejo pelo meu sobrinho que vai aos meus jogos desde os três meses de idade o quanto ele curte”, diz, sobre Bernardo, de 3 anos.

A atleta, casada com o vice-campeão olímpico, Sidão, pretende ter dois filhos e já estuda a possibilidade de encomendar o primeiro deles este ano para tentar voltar às quadras a tempo de disputar o Campeonato Mundial, que acontece também no Japão, de 30 de setembro a 21 de outubro de 2018.

“Vamos ver como vai ser. Agora, quando eu voltar para São Paulo, eu e o Sidão vamos sentar e conversar sobre isso. Essa decisão depende de muita coisa ainda, mas queremos muito”, explica a jogadora, que na manhã deste sábado derrotou, com o Vôlei Nestlé, as japonesas do Hisamitsu, por 3 sets a 1 (parciais de 25/20, 25/21 2 25/21). O Vôlei Nestlé viajou para o Mundial de Clubes de Vôlei Feminino FIVB com o apoio da VEDACIT.

O time paulista enfrenta agora o Dínamo, de Moscou. O jogo, que vale a quinta colocação no campeonato Mundial de Clubes, será realizado neste sábado, dia 13, às 21h40 (horário de Brasília).
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário