Centro Cultural Português em Cabo Verde acolhe mostra de cinema


O ciclo de cinema documental Maio.Doc, no Centro Cultural Português da Praia, abriu com “Serras da Desordem”, do Brasil, e até 30 de maio irá projetar mais sete filmes sobre realidades de cinco países, incluindo Portugal.

África 21 Digital, com agência

Com curadoria do realizador português Rui Simões, o Maio.Doc, chega à capital cabo-verdiana depois de uma passagem pelo Mindelo, e é dedicado ao cineasta italiano radicado no Brasil, Andrea Tonnaci, que realizou “Serras da Desordem”.

Falecido em dezembro de 2016, foi considerado um dos principais diretores do movimento cinematográfico da década de 1970 no Brasil, que ficou conhecido como Cinema Marginal, segundo adianta em nota a embaixada de Portugal em Cabo Verde, citada pela agência Lusa.

“Serras da Desordem” retrata, através da trajetória de Carapirú, um índio Awá-Guajá, a invasão e o massacre das tribos brasileiras por madeireiros e a sua trajetória de sobrevivência.

De Portugal, serão ainda exibidos os documentários “Irmãos”, de Pedro Magano, sobre os Romeiros de São Miguel nos Açores; “Retratos a Preto e Branco”, de Rui Simões, sobre a curiosidade e a arte no bairro da Cova da Moura e “Pedra e Cal”, de Catarina Alves da Costa, sobre as casas rurais e a arquitetura tradicional alentejana.

“O homem que repara as mulheres”, de Thiery Michel, da Bélgica; “Piratas de Salé”, de Rosa Rogers e Merieme Addou, da Grã-Bretanha; “Cidade de Deus, 10 anos depois”, de Cavi Borges e Luciano Vidigal, do Brasil; e “Portugueses do Soho” de Ana Ventura Miranda, dos Estados Unidos, são outros filmes no cartaz.

Os documentários serão projetados todos os dias úteis até 30 de maio às 18:00 horas (hora de Cabo Verde).

Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário