“A Língua Portuguesa é provavelmente a língua mais bela para se cantarem boas e melodiosas músicas”





Por: Armindo Guimarães
Facebook

A Língua Portuguesa é provavelmente a língua mais bela para se cantarem boas e melodiosas músicas”, disse o jornalista britânico Graham Norton, do The Guardian, a propósito da canção vencedora do Festival da Eurovisão 2017, “Amar pelos dois”, interpretada por Salvador Sobral.

Agora imaginem se Graham Norton soubesse que muitos afamados cantores da nossa praça, quando confrontados sobre o motivo por que cantam as suas músicas em língua inglesa, respondem que cantar em língua portuguesa é difícil por isto e por aquilo e que em inglês é que é fixe.

Mais ainda: imaginem também se Grahan Norton soubesse que em Portugal a esmagadora maioria das rádios fazem regra do que deveria ser uma exceção, ou seja, transmitem a todo o momento música anglo-saxónica e só de vez em quando, para variar, dão um doce aos ouvintes transmitindo uma música portuguesa. A coisa estava a ser uma vergonha e o Governo, farto de ouvir reclamações da malta, vai daí e decretou normas que doravante as rádios teriam que observar, senão… Senão, o quê? O artigo 41.º da Lei n.º 54/2010, de 24 de Dezembro (Lei da Rádio), estabeleceu um mínimo de 25 a 40% de música portuguesa e passados que foram quase 7 anos continua tudo como dantes.

TAMBÉM PODE LER DO MESMO AUTOR:

Rádios em Portugal: E agora, para variar, vamos ter música portuguesa!

Rádios em Portugal desprezam música de língua portuguesa

São João do Porto com música anglo-saxónica
    Comentários

1 comentários :