Todo mundo já sentiu nojo de alguma coisa


Terceiro livro da série "Humores" fala sobre nojo

                                                                                            
Alda Jesus
Portal Splish Splash

Com divertidas ilustrações de Michele Iacocca, obra apresenta essa emoção pelos sentidos do tato, paladar, olfato e visão, com ênfase na diversidade de gosto e costumes

Todo mundo já sentiu nojo de alguma coisa, seja pelo seu aspecto, cheiro ou sabor: tem quem não suporte barata ou rato e aqueles que não podem passar perto de um chulé... mas a verdade é que o que é nojento para um, pode não ser para o outro, como os mortos-vivos dos filmes de zumbi ou aqueles queijos mofados, bem fedidos, que muita gente adora!

No terceiro livro da série Humores, da psicóloga Carolina Michelini e do ilustrador Michele Iacocca, os autores exploram o nojo em suas diversas formas, enfatizando aspectos culturais e abrindo discussões sobre a diversidade de gosto e costumes.

O tema, de grande apelo às crianças a partir dos seis anos, é tratado de maneira leve, por meio de personagens divertidos. As ilustrações, em linguagem de quadrinhos, complementam a narrativa com o humor típico de Iacocca, autor e ilustrador italiano consagrado no mercado brasileiro de literatura infantojuvenil, com mais de duzentos títulos publicados.

A obra, em conjunto com as outras duas da série (Alegria e Raiva), tem tudo para contribuir com o desenvolvimento das habilidades socioemocionais — competência cada vez mais em voga na educação.

Sobre a autora: Nasceu em Joinville, Santa Catarina, e vive em São Paulo. É psicóloga, com especialização em Psicopedagogia e mestrado em Filosofia, e também musicista. Além da carreira de violoncelista, dedica-se à escrita de livros para crianças e adolescentes, abordando temas artísticos, filosóficos e subjetivos como música, liberdade e emoções. Tem mais de quinze livros publicados. Pela SM publicou também Alegria e Raiva, com Michele Iacocca.

Sobre o ilustrador: Nasceu em San Marco dei Cavoti, Itália, e veio para o Brasil bem jovem. É artista plástico, autor, ilustrador e tradutor. Em 1970 começou a ilustrar livros infantis e, em 1973, publicou seu primeiro livro, intitulado Eva. Com mais de duzentos livros publicados, recebeu importantes prêmios nacionais e internacionais, como os da FNLIJ e a nomeação à Lista de Honra do International Board on Books for Young People (Ibby).

FICHA TÉCNICA
ISBN: 978-85-418-1647-2
Formato: 19 x 19 cm
Páginas: 24
Preço: R$ 37,00

Sobre a editora: Fundada em 1937, a SM não se intitula uma empresa mas, sim, um projeto cultural e educativo com duas áreas de atuação plenamente integradas: em primeiro lugar, na elaboração e oferta de conteúdos e serviços educativos de prima excelência, sobretudo didáticos e de literatura infanto-juvenil, e, em segundo, no trabalho social realizado pela Fundação SM, que destina todos os recursos provenientes da atividade comercial da SM para melhorar a qualidade da educação e levar a docência e cultura aos setores menos favorecidos da sociedade. Focada no âmbito ibero-americano, a SM está presente em 10 países e são mais de 2.300 profissionais e voluntários se dedicando a este projeto. No Brasil, atua desde 2004.

Sobre a coleção e a série

A Carretel é uma nova coleção para pré-leitores e leitores iniciantes que reúne álbuns ricamente ilustrados, com textos simples. Os livros apostam em narrativas com imagens, diálogos curtos, rimas e mecanismos de repetição para abordar aspectos variados do desenvolvimento cognitivo, motor e psicossocial, numa mistura atraente dos gêneros ficcional e informativo, adequada às crianças mais jovens. As emoções estão ligadas a experiências remotas do indivíduo, sendo modeladas ao longo da vida por meio das relações sociais. Buscando retratá-las a partir de situações cotidianas, os livros da série Humores investem no humor, nas cores e nas cenas leves e divertidas, de rápida assimilação para o leitor iniciante.
Alda Jesus

Sobre a autora

Alda Jesus - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário