Music Business é tema de curso com especialistas na indústria cultural


Aulas abordam música digital, produção cultural e estratégias de comunicação

Alba Bittencourt
Portal Splish Splash
 
A indústria da música está na ativa por muito tempo. Porém, desde sua fundação até os dias atuais, muita coisa foi aprimorada e continua a ser modificada. Para quem está cheio de dúvidas a respeito do planejamento de carreiras, como desenvolver start-ups na área, ou deseja entender a influência das tecnologias digitais na música e nos direitos autorais, o curso Música & Negócios foi criado para sanar esta lacuna. Voltado para músicos e para profissionais da área, ele chega à sua 10ª edição com uma parceria entre o Instituto Gênesis (PUC-Rio) e o LAB_71 entre os dias 2 de maio e 15 de junho em uma metodologia que engloba 51 horas com alguns dos nomes mais importantes desse mercado.

Muito mais do que talento, o músico de hoje precisa ter na veia o empreendedorismo. O espírito DIY, que se tornou regra na indústria musical nas décadas de 80 e 90, continua mais vivo do que nunca. Em um tempo que as redes sociais dão um gás na divulgação do trabalho, o músico que entende de planejamento, estratégias de negócio e tudo que envolve o music business, tem maiores oportunidades de crescimento.

O curso Música & Negócios traz em seu currículo mais de 400 profissionais certificados, por meio do método que une prática e teoria. A partir de um panorama sobre como funciona a indústria da música no Brasil e no mundo, os encontros contam com a presença de executivos de gravadoras, empresários, produtores musicais, especialistas em marketing digital, eventos, direitos autorais e novas tecnologias. Entre os professores, mestres e doutores da PUC-Rio trazem a reflexão sobre o setor cultural e uma oficina ao longo do curso sobre trajetória profissional, planejamento de vida e análise do setor, inclusive com orientação individual.



Léo Feijó
Coordenado por Léo Feijó, criador de palcos famosos como a Cinematheque, o curso traz entre os palestrantes e professores Sergio Affonso (Warner Music), João Augusto (Deckdisc e Polysom), Mayrton Bahia (Produção Musical), Bernardo Amaral (Vivo Rio e k7a4), Carolina Ficheira (Editais e Patrocínios), Fábio Silveira (Altafonte), Bruno Vieira (Deezer), Bruno Costa e Livia Boeschenstein (Agência Milk), Guta Braga (Music Business e Direito Autoral), Luciana Pegorer (Music Trends Brasil), Plínio Profeta (Trilhas Sonoras), Bernardo Pauleira (Embolacha), Guto Guerra (Gomus Music Branding), Lu Araújo (Mimo Festival), Germana Guilhermme (Preparação vocal), Marcelo Vig (Técnicas de Estúdio – Vig Sound), Miguel Jost (Mestre e Doutor pela PUC, no encontro Ecossistema da Cultura), entre outros.

Bruno Costa

Com desconto de 10% para músicos, o curso conta com 16 aulas e quatro módulos, em um total de um mês e meio de duração. Não é exigida experiência na área ou formação acadêmica para participar. Os módulos são divididos em: Indústria da música e novas plataformas de negócios (Módulo I); Economia criativa, oportunidades e captação de recursos (Módulo II); Planejamento de negócios, gestão de arenas, casas de espetáculos, festivais e eventos (Módulo III); E o módulo final, que fala sobre técnicas de estúdio na produção musical, direção de palco, pesquisas no setor e preparações de espetáculo (Módulo IV).

As inscrições vão até o dia 20/04. Saiba mais sobre o curso em: https://goo.gl/gqARHH

 
Programa:

Módulo I – Indústria da Música e novas plataformas de negócios

Indústria da música no Brasil e no mundo: gravadoras, editoras, plataformas digitais e streaming;
Marketing Digital e Distribuição Digital;
Direitos Autorais;
Principais feiras de negócios da música;
Associações, sindicatos e redes que atuam no setor da música;
O modelo do Crowdfunding: experiências e resultados;
Pesquisa e Setor, Trajetória Profissional e Planejamento de Vida (Parte 1).


Módulo II – Economia Criativa, Oportunidades e Captação de Recursos

Economia criativa: conceitos, parâmetros e aplicações – histórico, diferenças de metodologias de pesquisa no mundo;
O ecossistema da cultura: hábitos de consumo e cultura no Rio de Janeiro;
Captação de recursos: editais e patrocínio direto;
Modelos de associação de imagem de marcas com a música;
Design sonoro para bares, eventos e estabelecimentos em geral;
Trilha sonora para TV e Cinema;
Incubadoras, start-ups, aceleradoras, coworking;
Pesquisa e Setor, Trajetória Profissional e Planejamento de Vida (Parte 2).


Módulo III – Planejamento de negócios, gestão de arenas, casas de espetáculos, festivais e eventos

Plano de negócios e modelagem canvas;
Técnicas de pitching;
Elaboração, planejamento e produção de eventos;
Gestão de arenas multiuso e casas de espetáculos;
Planejamento tributário para músicos e bandas: legalização e contabilidade;
Festivais de grande porte: planejamento, venda e operação;
Modelos de gestão de clubes e casas de shows de pequeno e médio porte;
Circuitos culturais no Rio: apresentação de roteiros que vinculam patrimônio, música e iniciativas empreendedoras;
Carnaval: organização e financiamento do carnaval de rua no Rio;
Teatro e os musicais: mercado em expansão para músicos e cantores;
Pesquisa e Setor, Trajetória Profissional e Planejamento de Vida (Parte 3)


Módulo IV – It’s show time.

Produção musical: técnicas de estúdio;
Preparação vocal;
Direção de palco e figurino;
Períodos de ensaio no palco, preparação de um espetáculo em grupo;
Pesquisa e Setor, Trajetória Profissional e Planejamento de Vida (Parte 4);
Apresentação final das pesquisas do grupo.
 
Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário