MC Xuxú luta contra o preconceito e lança campanha na Kickante

 Com um sorriso no rosto, MC Xuxú conta sobre seu novo projeto e seu sonho:

Negra e LGBT, a cantora corre atrás de seu sonho e faz financiamento coletivo para gravar seu primeiro CD

Alba Bittencourt
Portal Splish Splash


Em 1988, nasceu no corpo de menino aquela que foi chamada Leonardo. Negra e moradora da periferia de Juiz de Fora/MG, conheceu em 2007 a pessoa que mudaria sua vida, a professora Adenilde Petrina, uma líder comunitária para o bairro. Através de projetos culturais, Adenilde a apresentou ao RAP e à organização política. Aos 17 anos, Leonardo não suportava mais o corpo de menino e foi expulso de casa pelo padrasto que não o aceitava como mulher.

Acostumada a viver com pouco, dessa vez, Karol Vieira (seu novo nome) não tinha nada. Entretanto, entre a dor da rua, sempre esteve presente a felicidade. Nunca abandonou a rima e se encontrou em um movimento cultural que voltava a ocupar a grande mídia na década 1990 e 2000: o Funk. Ela tornou-se MC Xuxú. Sua  primeira música foi um presente do rapper Aice NP, morto em 2014, vítima da violência crescente na periferia de Juiz de Fora.

Como alternativa, resolveu utilizar as mídias digitais para divulgar seu dom e foi através do Youtube que a MC criou um canal e passou a publicar músicas de sua autoria com uma das melodias mais populares do Brasil, o funk. Duas músicas de sua autoria se tornaram um sucesso e fizeram com que a MC se tornasse ainda mais conhecida neste universo musical, são elas: Bonde das Travestis e Um Beijo pras Travestis, que juntas somam mais de 4 milhões de visualizações.

Clipe do Bonde das Travestis   

 Clipe de Um Beijo pras Travestis

“Minha paixão pela música fez com que me empenhasse em lançar meu primeiro CD através do edital de incentivo à cultura, mas ele foi reprovado. Os argumentos foram transfóbicos”. Após esta reprovação, MC Xuxú resolveu utilizar a Kickante, maior plataforma de financiamento coletivo do Brasil, para realizar seu sonho:

Fazer com que seu primeiro CD saia do papel e mostre que as pessoas são melhores do que qualquer tipo de discriminação e preconceito. “Agora volto com tudo, além da minha campanha, lanço a segunda temporada do Vlog Tô no Comando e lidero um projeto de dança em minha comunidade, em Juiz de Fora”, completa MC Xuxú.

As músicas do CD têm o ritmo do funk e apresentam letras com consciência e empoderamento da causa negra e LGBT. Este álbum é a chance de MC Xuxú poder passar sua mensagem e expressar sua qualidade artística, além de mostrar que a limitação é o preconceito, o racismo e o machismo.

A Kickante foi a primeira plataforma do país a não ter curadoria de campanhas, ou seja, todo brasileiro que tem uma meta ou um sonho pode criar sua campanha de financiamento coletivo. A única regra é que sejam campanhas que não desrespeitem nenhuma lei brasileira. A MC Xuxú tem uma história maravilhosa e carrega consigo uma paixão e dom: a música. E nós empenhamos em contribuir com este sonho”, finaliza Candice Pascoal, CEO e fundadora da empresa.

Quer seu nome no encarte do CD? Ou apenas fazer com que o sonho de MC Xuxú se torne realidade? Acesse kickante.com.br/mcxuxu e conheça sua história.

Sobre a Kickante
Fundada em outubro de 2013, a Kickante é a maior plataforma de financiamento coletivo do Brasil, focada em projetos sociais, culturais e fomento ao empreendedorismo. Desde sua criação, já lançou mais de 51 mil campanhas e captou mais de R$ 40 milhões. Hoje, a Kickante detém o recorde de maior arrecadação da América Latina - R$1.006.990,95 captados para a campanha Santuário Animal. A Kickante é a primeira no País a trabalhar com campanhas flexíveis, permitindo assim que projetos que não possuem um valor mínimo possam ser beneficiados a partir de qualquer valor arrecadado. 
Mc Xuxú - Tô No Comando: FUNK É POPULAR?

Licenciada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora militante do Portal Splish Splash e Administradora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal.

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário