Campeãs de poesia falada participam de bate-papo no Flipoços


Luz Ribeiro, Mel Duarte, Roberta Estrela D´Alva e Paulina Chiziane falam sobre literatura marginal e periférica no mundo


 
Alba Bittencourt
Portal Splish Splash


O número de publicações autorais e participações de mulheres em antologias, saraus e slams tem crescido na cena da literatura marginal/periférica, por isso, o Festival Literário de Poços de Caldas, o Flipoços, promove uma mesa para discutir o tema com as escritoras Luz Ribeiro, Mel Duarte – ambas campeãs de poesia falada -  Paulina Chiziane (direto de Moçambique) e Roberta Estrela D'Alva. A mediação é com a jornalista Jéssica Balbino. O evento é parte do Encontro de Arte da Periferia, que está todos os anos no festival e ocorre no dia 03 de maio às 17h30 no Teatro Benigno Gaiga. A entrada é gratuita.

Nesta 12ª edição do Flipoços, as escritoras vão conversar sobre as próprias produções na literatura feita a partir das periferias – tanto no Brasil como em Moçambique, sobre o papel da mulher na literatura e sobre a força da poesia falada

                    Moçambicana Paulina Chiziane - Crédito: Divulgação              

Entre as convidadas estão Paulina Chiziane, a primeira mulher a publicar um romance em Moçambique, que luta por direitos das mulheres no país e dialoga intensamente com outras mulheres negras por meio da arte. No Flipoços ela integra a comitiva de escritores africanos e no bate-papo, vai contar um pouco da experiência da escrita no país em que vive.

Slam: a força da poesia falada
As outras convidadas da mesa devem falar também sobre ser mulher negra e escrever, sob a ótica de quem vive no Brasil, mas também representa o país em eventos internacionais de Slam – campeonato de poesia falada.

Roberta Estrela D´Alva - Crédito: Renato Nascimento

Entre as convidadas estão Mel Duarte, que em 2016 venceu o Rio Poetry Slam, campeonato de poesia falada no Rio de Janeiro, com 15 outros poetas de diferentes nacionalidades, Luz Ribeiro, que venceu o Slam BR também em 2017 e neste ano vai para a França representar o Brasil na copa do mundo de poesia falada. A atriz-MC, apresentadora e pesquisadora Roberta Estrela D´Alva também participa do bate-papo. Ela é a responsável por realizar no Brasil o primeiro slam, em 2008 e ajudar a fomentar o cenário desde então, culminando com cerca de 50 slams atualmente em todo o país.

Mel Duarte - Crédito: Bruna Monique

“A cena dos slams tem crescido muito no país, assim como a participação das mulheres. Em 2016, algumas amigas, inclusive a Luz Ribeiro, e eu começamos a fazer o Slam das Minas – SP, inspirado em um movimento que já existia em Brasília (DF) e percebemos que faltava esse espaço em que as mulheres se sentissem à vontade para falar, declamar, performar. E é também uma forma de garantir mais equidade na participação das mulheres na final do Slam BR, que reúne os slams de todo o país e define o vencedor, que irá para a França. Tem sido muito bom participar desta cena toda, acompanhar a evolução das outras manas e sentir essa mudança. Vai ser muito bom poder falar mais disso no Flipoços, contar sobre essas experiências e inspirar mais irmãs da poesia”, destacou a poeta Mel Duarte.

 Luz Ribeiro - Crédito: Divulgação

O bate-papo terá mediação de Jéssica Balbino, jornalista que atua como curadora do Encontro de Arte da Periferia desde 2009 e pesquisou a produção literária feita por mulheres brasileiras durante o mestrado em Divulgação Cultural pela Unicamp.

Para Gisele Ferreira, diretora da GSC Eventos Especiais, empresa que criou e organiza o Flipoços, o bate-papo com as autoras da literatura marginal/periférica só enriquece a programação do encontro. “Desde 2009 realizamos o Encontro do Hip-Hop e Arte da Periferia, como forma de valorizar a produção cultural que é feita às margens e de dialogar também com o público que vive nas periferias. É um grande prazer receber estas escritoras no nosso evento, todas muito talentosas e incríveis”, comentou.

O Flipoços
A 12ª Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas contam com o patrocínio do Grupo DME, Prefeitura Municipal, Mineração Curimbaba, CBA Votorantim, Supervale e EPTV Sul de Minas. Parceria Cultural Sesc. Apoio IMS, Leiturinha, Câmara Brasileira do Livro, Câmara Mineira do Livro, Embaixada de Moçambique no Brasil, Camões Instituto de Línguas e Cooperação, CPCLP - Comissão para a Promoção de Conteúdo em Língua Portuguesa, Instituto Pró-Livro, ACIA Poços, Senac, Poços Convention, ANL – Associação Nacional das Livrarias, Secretarias de Estado da Cultura, Turismo, Relações Internacionais e Educação. Realização GSC Eventos Especiais. Informações pelo (35) 3697 1551.

Mais informações podem ser obtidas pelo site www.flipocos.com
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário