ÀS QUINTAS – FEIRAS – Roberto Carlos na berlinda





Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br
Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9
Em 25/10/1964 ROBERTO CARLOS chegou ao primeiro lugar da parada do IBOPE na frente dos Beatles com o Calhambeque.
Também em 1964 com os sucessos, ROBERTO CARLOS começou a mudar sua vida se transformando completamente e o novo ídolo enfrenta dificuldades semelhantes às dos Beatles com o estouro do seu LP ele declarou naquela época: “As garotas são o meu maior problema”.
ROBERTO CARLOS, no festival de San Remo que cantou Canzone Per Te de autoria de Sérgio Endrigo escreveu na palma da mão esquerda trecho da letra da canção, precavido.
ROBERTO CARLOS fez algumas figurações no cinema em Aguenta o Rojão, ele aparece vestido de caipira, andando lá numa festa com bigode postiço e tudo remendado.
ROBERTO CARLOS fez parte de vários grupos musicais especialmente Os Sputinks.
O LP Louco Por Você tornou-se uma lenda na história da carreira de ROBERTO CARLOS que jamais permitiu seu relançamento.
ROBERTO CARLOS se despidiu oficialmente do Jovem Guarda no domingo dia 17 de janeiro de 1968 e na sua despedida ele apareceu vestindo um terno azul-marinho, paletó esporte, camisa branca olímpica e uma capa preta de gola vermelha muito larga sobre os ombros. Cantou QUANDO, faixa do álbum RC Em Ritmo de Aventura, lançado pouco mais de um mês, após abraçar os amigos ele voltou ao centro do palco para mostrar a mais novíssima canção “Como é grande o Meu Amor Por Você” e na despedida final ainda cantou a canção símbolo daquela fase do pop brasileiro e que o projetou definitivamente no cenário artístico: ”Quero que vá tudo pro Inferno.”

O país Argentina foi à porta de entrada de ROBERTO CARLOS para o mundo musical.
ROBERTO CARLOS além dos discos cuidava bem dos seus cabelos que cresciam discretamente. Naquele tempo do Jovem Guarda em que o corte curto a La Beatles já escandalizava aos conservadores.
ROBERTO CARLOS se preparava para ter um programa na televisão, acabou estreando no Jovem Guarda quase ao acaso.
A estreia oficial do programa Jovem Guarda foi no dia 5 de setembro de 1964 e que este programa entraria para história com uma série de matérias posteriores: ROBERTO CARLOS foge para não ficar nu, ou Jovem Guarda estremece a televisão, ou ROBERTO CARLOS foi o pão da estreia?
Com o sucesso de ROBERTO CARLOS o cinema corteja o ídolo maior, solteiro, cobiçado e disputadíssimo pelas fãs, também invejado, corria o risco de ser agredido na porta dos teatros e auditórios, por sua maneira debochado de se referir a sua liberdade, estava na hora para tudo aquilo ser registrado pelo cinema
Para proteger ROBERTO CARLOS, seu escritório às vezes precisava solicitar ajuda do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil e Militar, além dos soldados do Exercito, eram obrigados a formar cordões de isolamento para o cantor poder sair do teatro Record e chegar ao carro.
ROBERTO CARLOS quando foi convidado para fazer o primeiro filme, respondeu que não tinha interesse de deixar o palco pela a telona.
ROBERTO CARLOS chegou a dizer que cuidava de tantos detalhes de sua carreira que exigia muita atenção quanto uma namorada, muito embora oficialmente não pudesse namorar de acordo com um contrato com seu empresário, que impedia até de aparecer abraçado com qualquer uma das fãs.
ROBERTO CARLOS, REI por aclamação, fazia no início de sua carreira shows beneficentes com freqüência, quase igual a shows pagos.
ROBERTO CARLOS foi coroado REI da Juventude com uma coroa imitando a do Rei Luiz da França, fantasia premiada no carnaval cariosa.
 Para ROBERTO CARLOS ser coroado como REI da Juventude no programa do saudoso Chacrinha foi preciso dois batalhões de choque da Polícia Militar para recepcioná-lo?

Jornalista há mais de 50 anos com crónicas e reportagens na comunicação social desportiva e generalista. Atualmente com site próprio (http://jornalistacarlosalbertoalves.blogspot.com) e contribuidor diário no Portal Splish Splash e no site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. jornalistaalves@bol.com.br

Compartilhar Google Plus
    Comentários

1 comentários :

  1. Vida longa ao nosso Rei. Ano passado a esta hora eu estava junto de meu irmão indo para seu Show de aniversário aqui em Cachoeiro. No camarim, dei o terço azul de minha mãe para ele de presente de aniversário, ela que foi sua professora de piano e tinha por ele muito carinho. Carinho de Cachoeirense, de família, da terra querida.

    ResponderEliminar