ÀS QUINTAS - FEIRAS - Roberto Carlos na berlinda




Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br
Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9
Mirian Rios escreveu que foi com ROBERTO CARLOS que aprendi que cada dia que se inicia deve ser vivido com muita alegria e paz, como se fosse o último e o único, e que não podemos deixar de fazer o bem nem por um minuto! (bom aprendiz).

Sabia que ROBERTO CARLOS curiosamente chamava Mirian Rios de Ventania, porque ela queria fazer tudo ao mesmo tempo, inclusive profissionalmente?

Sabia que Mexericos da Candinha era o nome de uma página de uma revista do rádio, de grande audiência de leitura do rádio e televisão e 1965 ROBERTO CARLOS gravou um rock Mexerico da Candinha?

Em 1958 com o sucesso dos meninos da zona norte (Erasmo, Roberto e outros) irritou os garotões da Urca. Um dia eles não deixaram a turma pegar os lotações para voltar pra casa. Atiraram ovos, e ficaram com pedaços de ferro na mão. O primeiro soco foi logo em ROBERTO CARLOS. Erasmo furioso pulou e disse: Ninguém bate nele. Quem quiser confusão vai ter que brigar comigo. Amigo é Amigo.

ROBERTO CARLOS estreou um programa à noite depois do Jovem Guarda com o nome “ROBERTO CARLOS à Noite” e sua estreia foi no dia 15 de março de 1968 com a participação do Dener (costureiro) e Pelé (futebol).

ROBERTO CARLOS chegou a usar um bigodinho e o seu programa exigiu que ele raspasse o bigode que vinha cultivando desde que retornara de férias de San Remo. O motivo foi uma aposta que para animar o programa, ROBERTO CARLOS havia topado raspá-lo em cena.

ROBERTO CARLOS comandou outro programa para Record, experimental chamado OPUS 7.

Foi em Cannes na Itália que ROBERTO CARLOS deu a notícia que iria ser papai e que o nome já estava escolhido Roberto Carlos II, o conhecido Dudu.

A canção Garota do Roberto foi composição de Eduardo Araújo, para Vanusa gravar.


Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário