Previsões para 2017 do astrólogo Luís Moniz


Como anunciado antes, as tensões vão continuar no mundo inteiro, até ao surgimento da última guerra mundial

O astrólogo Luís Moniz, em entrevista, faz o balanço de 2016, e as previsões para 2017, entendo que hoje em dia “vivemos numa época de mudança, cujo ritmo intenso ameaçará a sobrevivência das famílias, empresas e instituições que não forem capazes de regenerar a sua natureza”, defendo ser “tempo de comprometimento e da verdade”

Que influência planetária ter-se-á em 2017?  

Em 2017 o regente da Constelação do Capricórnio (Saturno) vai exigir responsabilidade, o regente da Constelação dos Peixes (Júpiter) apelará à Fé e o regente da Constelação do Escorpião (Plutão) continuará a impor regeneração em todas as estruturas individuais e colectivas. Estes são os três aspectos planetários mais enfatizados, durante o Ano Novo.

Dizia que em 2016 não podíamos continuar a deitar debaixo do tapete as nossas poeiras. Foi isso que aconteceu? Como ficaremos no próximo ano?  

Realmente muitas instituições públicas foram abaladas e outras privadas foram derrubadas, ao serem confrontadas com uma examinação institucional e colectiva que verificou o “lixo” instalado em várias entidades cruciais da nossa sociedade.  Muitas individualidades investigadas e várias acusadas, com condenações de agentes dos mais diversos sectores profissionais.  Neste sentido, nos próximos anos, Plutão impõe uma contínua pesquisa e transformação de todas as organizações.

Vão ser operadas muitas mudanças? 

O poder será cada vez mais questionado e qualquer estado ou mesmo a Europa são permanentemente colocados à prova.  É o fim de um ciclo marcado pela teoria materialista. Ao longo do tempo, apenas permanecerão com sucesso quem estiver alicerçado em valores imateriais e universais.  É um processo lento, mas qualquer sistema “podre” acabará por fracassar.

Cada um de nós vai continuar a ficar no centro das atenções, ou não?  

Cada um de nós tem de pensar com independência e será obrigado a proceder a escolhas conscientes, que garantem mais energia Espiritual. Assim, com maior poder Cósmico, alcançaremos mais autonomia para tomarmos iniciativas pioneiras, criativas e livres.  Somos microcosmos ligados ao Macrocosmos e, nesta perspectiva, desenvolvemos um vazio interior sempre que deixamos de estar sintonizados com o nosso plano “superior” presente no Universo.  Somos seres criadores e temos de estar educados para Ser “reis” da nossa existência, em vez de sermos vítimas do nosso destino. A vida é a grande oportunidade para alterarmos o nosso Karma.

Falou em reestruturação dos conceitos ideológicos, religiosos, filosóficos, espirituais, judiciais, que tem acontecido desde 2008, ou seja desde a entrada de Saturno em Sagitário temos assistido no mundo inteiro a esta grande reestruturação dos conceitos que se prolonga no tempo, pois a presença de Saturno em Sagitário vai até 2017. Houve alterações? 

Os processos dos planetas transpessoais são sempre demorados e Saturno em Sagitário, até Dezembro 2017, continuará a provocar evidentes alterações na justiça em crimes que envolvem governantes e outras figuras de autoridade (em sectores inacreditáveis). Aliás, vamos continuar a assistir a mudanças radicais em vários sectores da vida social, religiosa e politica.  Vivemos numa época de mudança, cujo ritmo intenso ameaçará a sobrevivência das famílias, empresas e instituições que não forem capazes de regenerar a sua natureza.  É tempo de comprometimento e da verdade.

Vamos continuar a ter o uso da força no mundo e de embate entre povos?  

À semelhança do anunciado há precisamente um ano, as tensões vão continuar no mundo inteiro até ao surgimento da última guerra mundial. Uma tragédia absolutamente lamentável e evitável, se o mundo não fosse governado por inteligentes com “diarreias emocionais” que inconscientemente têm conduzido o mundo para o abismo. Será o fim de um ciclo marcado pelo “verniz” do falso poder material e, decididamente, o início de uma nova fase baseada na “ raiz” do verdadeiro poder imaterial.

Luís Moniz: “A educação tem de ser a base para o sucesso individual e colectivo”
 
A natureza continua agitada, em desequilíbrio?  

Em nome da dualidade, tudo o que está em cima influencia o que está em baixo e o inferior representa o superior. Portanto, a Natureza acaba sempre por devolver as imbecilidades praticadas por certos irresponsáveis presentes em todas as áreas da vida. 

A educação tem de ser a base para o sucesso individual e colectivo.

Há influência de outros planetas?   

Júpiter continua, desde o ano findo, a exigir uma evolução da humanidade em relação à Fé, na perspectiva que cada pessoa deve “Ser” fiel à sua condição Cósmica / Divina.

A novidade vai para os aspectos que Saturno representa Celestialmente, exigindo responsabilidades nos campos de acção de cada um de nós. É tempo de crescimento interior e de acreditarmos, essencialmente, em valores superiores que conferem significado à existência humana. 

“(...) Os portugueses são muito agarrados a crenças e superstições, mas, a maioria dos católicos são pouco praticantes da sua religião.  (...) Antigamente eram os bancos que subsidiavam as pessoas e as empresas, presentemente, são as pessoas que custeiem a banca (através dos seus impostos e taxas bancárias)”. 

Como vê 2017 em termos religiosos, com a influência destes planetas e signos?

Os portugueses são muito agarrados a crenças e superstições, mas, a maioria dos católicos são pouco praticantes da sua religião.  É indispensável que cada ser humano entenda o seu potencial transcendental e represente o seu “Espírito” presente no Céu. Aliás, a situação é mais grave quando analisamos a carência generalizada de compreensão Espiritual, desde o extremo oriente açoriano até ao Vaticano.    É inadiável uma pedagogia em relação aos assuntos capitais da nossa existência, tais como por exemplo: o amor, a fé e a Espiritualidade. Como disse o Papa Francisco, “ o mundo em guerra e muita gente a sofrer, as festividades de luzes e de cor cheiram a falso”.

Na Política?  

A nível político existe uma “partidocracia” caracterizada pela exclusividade no acesso ao poder, em que os cidadãos são instrumentos dos partidos.  A população não tem acesso directo à decisão política. O povo é obrigado a escolher por meio dos partidos, sujeitando-se aos às regras dos que já lá estão cristalizados. Em democracia, os partidos são instrumentos dos cidadãos.

O sistema do poder tem de ser transformado numa “doutrina” de serviço

Vamos continuar a assistir a mudanças radicais em 
vários sectores da vida social, religiosa e politica

Há muitos seguidores dos “donos” dos partidos e, infelizmente, poucos representantes do povo.  É imperiosa uma crise inevitável que obrigue uma autêntica renovação, de toda a organização politica. O sistema do poder tem de ser transformado, numa “doutrina” de serviço!

A nível económico? 

A palavra economia é proveniente de duas palavras gregas que significam “sistema-família”, na realidade esta ciência não cumpre a sua missão porque está especialmente dirigida para os recursos dos bancos e da política. Antigamente eram os bancos que subsidiavam as pessoas e as empresas, presentemente, são as pessoas que custeiem a banca (através dos seus impostos e taxas bancarias).  A irreversível baixa taxa de natalidade coloca Portugal no pódio dos países no mundo com menos nascimentos, anunciando um sistema económico cada vez mais insustentável.  E ainda temos a famosa divida numa relação inversamente proporcional, ou seja, cada vez ela cresce mais à medida que vai sendo paga pelo povo português. Uma das leis alquimistas indica que “quando algo parece piorar, está mais perto de melhorar e o fim significa sempre o começo do novo”.  É imprescindível aprendermos a cultivar o Ser, essência da humanidade, em vez de construirmos uma existência com egos cheios e almas vazias de valores que dão sentido à vida. Aquele abraço.

Nélia Câmara
In Correio dos Açores


HORÓSCOPO 2017
As previsões astrológicas 
de Luís Moniz, por signo.
 
Carneiro
A vida afetiva marca um momento de grande evolução e, certamente, vai estabelecer relacionamentos mais harmoniosos.
A nível profissional poderá sentir alguma motivação especial, certamente, ultrapassando obstáculos e aproveitando oportunidades.

Touro
A vida afetiva concede a oportunidade de ser leal aos seus sentimentos e, desta forma, poderá clarificar a relação amorosa.
A nível profissional a situação é muito positiva e poderá encontrar o reconhecimento do trabalho desenvolvido.

Gémeos
A vida afetiva possibilita resolver certas dúvidas e, a partir de uma atitude inteligente, encontrará as melhores soluções.
A nível profissional a conjuntura assinala um novo ciclo mais próspero e em breve vai obter os resultados pretendidos.

Caranguejo
A vida afetiva, embora alguma instabilidade emocional, há necessidade de tomar grandes decisões prudentes e firmes.
A nível profissional poderão surgir novas propostas, entretanto, tenha muito cuidado com as pessoas circundantes.

Leão
A vida afetiva, mais harmonizada, permite estabelecer relacionamentos baseados numa atitude generosa e compreensiva.
A nível profissional existe uma tendência para desleixar, entretanto, procure uma postura responsável e competente.

Virgem
A vida afetiva, apesar de alguma lentidão, tende a evoluir de forma muito positiva de forma a reestruturar a relação amorosa.
A nível profissional é fundamental uma maior dedicação e esforço pessoal, para atingir os resultados pretendidos na sua carreira.

Balança
A vida afetiva reflete a sua autoconfiança e capacidade para conviver e demonstrar com coragem o seu equilíbrio pessoal.
A nível profissional obriga a uma atitude mais ousada, determinada e persistente, de forma a atingir os seus objetivos.

Escorpião
A vida afetiva confere uma fase radical e novos amores surgirão com grande intensidade. Escolha o caminho com intuição e sabedoria.
A nível profissional é crucial ser mais flexível e procurar acordos, para poder prosseguir de forma mais segura e vantajosa.

Sagitário
A vida afetiva mais estável pode progredir positivamente, porém, não se deixe prejudicar por problemas e ruturas do passado.
A nível profissional, com calma e tolerância, tudo indica que está no caminho certo para atingir o sucesso desejado.

Capricórnio
A vida afetiva indica que os seus planos poderão ser subitamente alterados. Poderá haver, temporariamente, uma rutura na relação amorosa.
A nível profissional há uma tendência para novas dificuldades e a influência de amigos será crucial para desbloquear situações.

Aquário
A vida afetiva possibilita o diálogo aberto e a superação de obstáculos afetivos, de forma a poder relançar a relação amorosa.
A nível profissional este período é de grande capacidade de trabalho e vontade para começar  novos projetos inovadores.

Peixes
A vida afetiva anuncia a necessidade de fazer um esforço para dedicar tempo a quem mais gosta, com harmonia e compreensão.
A nível profissional evite a pressa e a perfeição, por conseguinte, mantenha uma postura confiante, serena e responsável.

--------------------------

Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário