ÀS QUARTAS – FEIRAS – Da “mágica do computador”





Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br
Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9

Com a canção Quero que Tudo Vá Pro Inferno, ROBERTO CARLOS sofria certa pressão de setores da Igreja notadamente do arcebispo de São Paulo, Dom Ângelo Rossi, no sentido que ele fizesse uma mensagem para compensar aquela em que tudo vá pro inferno. Foi então que o artista compôs : Eu Te Darei o Céu. Faixa de abertura do seu álbum de 1 966. Ele pretendia aliviar sua barra com a Igreja. Era mais uma canção de amor e que em vez do “inferno” evocava o seu oposto o “céu”.

Você sabia que o primeiro filme de ROBERTO CARLOS, Em Ritmo de Aventura ele faz o papel dele mesmo?

Todos nós fãs do Roberto Carlos sabemos que ele namorou uma garota chamada Magda Fonseca. Durante a gravação do álbum RC Canta para Juventude Duas canções daquele disco são marcantes e representativas dessa fase do namoro deles. A primeira é “Não Quero Você Triste’ pois Roberto Carlos costuma declarar seus versos para Magda sempre que a percebia tristonha ou chateada. A outra canção “Os Velhinhos” composição de Zé Messias que fala de um romance que dura até a velhice do casal. No momento que Roberto Carlos cantava essa música no estúdio Magda comentou com Edy Silva, (divulgadora das músicas de Roberto Carlos) “Será que eu e Roberto vamos mesmo alcançar esse tempo juntos?”“, Edy deu aquela resposta afirmativa: Claro Magda vocês são muito apaixonados!

Você sabia que a balada Emoção que Roberto Carlos compôs em parceria com Erasmo e depois entregou para Os Vips gravarem a letra fala exatamente desse momento da viagem de Magda para os Estados Unidos? Relembrando: Eu pedi pra você ficar/ mas a voz não me saiu/e eu não pude nem falar/ eu quero lhe pedir pra você não ir/e ficar perto de mim...

No inverno de 1 965 Roberto Carlos estava nos bastidores do cinema de Osasco ele expressou sua saudade de Magda com um desabafo mandando tudo para o inferno. Eu queria que tudo fosse realmente para o inferno. Naquele música eu queria dizer que para mim o que importava era o amor, a saudade que eu sentia e aquelas coisas que envolviam o meu estado de espírito...
Você sabia que Roberto Carlos chamava a Magda Fonseca de Guida?

Roberto Carlos compôs a canção “A Volta” para Magda na esperança que ela voltaria dos Estados Unidos no prazo prometido, mas ela não voltou então ele ficou muito triste e chateado, tão chateado que nem quis gravar a canção, preferia entregar para a dupla Os Vips que na época a levaram para os primeiros lugares das paradas. Recordando: Estou guardando o que há de bom em mim/ para lhe dar quando você chegar/ toda ternura e todo o meu amor/ estou guardando para lhe dar...

“A Volta” só seria gravada por Roberto Carlos quase quarenta anos depois e de novo fazendo muito sucesso, como um dos principais temas da novela América da TV Globo.
Carlos Alberto Alves

Sobre o autor

Carlos Alberto Alves - Jornalista há mais de 50 anos com crónicas e reportagens na comunicação social desportiva e generalista. Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Colabora semanalmente no programa Rádio Face, da Rádio Ratel, dos Açores. Leia Mais sobre o autor...

Compartilhar Google Plus
    Comentários

1 comentários :

  1. Amigo Carlos Alberto, parabéns pelo texto. Apenas no que se refere a "Quero que vá tudo pro inferno", faltou referir a excelente intervenção do S. Pedro depois do bate-papo telefónico que eu tive com ele. Se não fosse a influência dele e o bate-papo que tive com o Roberto e a sua equipe, provavelmente o RC não voltaria a cantar tal canção. Há coisas do carago! Abraço robertocarlistico.

    ResponderEliminar