Do mar que fascina Roberto Carlos – Quando o mar galgou a terra





Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br
Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9
Sabe-se que Roberto Carlos é um homem fascinado pelo mar. Roberto, inclusivamente, compôs a canção As Baleias que ele tanto adora ver passar quando sai no seu iate o Lady Laura IV, o mais recente que adquiriu em Miami,
Em 1954, tinha eu apenas 11 anos de idade, foi realizado nos Açores, concretamente nas Furnas, ilha de São Miguel, o filme Quando o Mar Galgou a Terra, filme esse que ainda hoje bem me recordo e que vi, em reprise, na sala de cinema da Sociedade Recreio dos Artistas, se não estou em erro. Um drama deveras sentimental e que foi protagonizado por excelentes atores já falecidos. Vejamos:
“Quando o Mar Galgou a Terra é um filme realizado em 1954 por Henrique Campos. O argumento baseia-se num romance homónimo de  Armando Cortes Rodrigues e a interpretação esteve a cargo de Mariana Villar, Fernando Curado Ribeiro, Alves da Costa, Brunilde Júdice, Paulo Renato.
Henrique Campos rodou Quando o Mar Galgou a Terra nos Açores, com incidência para as Furnas, em São Miguel. Como na obra de Armando Cortes Rodrigues, o filme narra o drama duma rapariga na defesa da sua honra.
Bravura, exaltação. O mar, a terra; um homem e uma mulher, uma dimensão épica instilada no conflito regional. A crítica não recebeu mal o filme que teve sucesso junto do público”.
Recorde-se que era muito comum a pesca da baleia nos Açores, o que hoje já não acontece. Por exemplo, na ilha do Pico, existe o Museu dos Beleeiros que é muito procurado pelos turistas que visitam a “ilha montanha” como é conhecida. O museu está patente na Vila das Lages que sempre homenageia os baleeiros de outrora nas suas tradicionais festas. 
Filme Português - Quando o Mar Galgou a Terra (1954)
Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário