Escritor João Gilberto Noll homenageado no Festival do Conto em Florianópolis


Festival do Conto deste ano homenageia escritor gaúcho João Gilberto Noll

A 6ª edição do evento começa nesta quarta-feira, em Florianópolis

Karin Barros

Apaixonados por literatura terão a chance de estar próximos de seus ídolos das letras a partir desta quarta-feira, no 6º Festival do Conto, que ocorre no Sesc da Prainha, em Florianópolis, e segue até sábado. Para Carlos Henrique Schroeder, idealizador do evento, esse é o “festival do contato”. “É um dos grandes festivais de gênero específico do país, e todos os autores que vem tem diálogos importantes em diversas áreas, como o social e a música”, explica.

O gaúcho João Gilberto Noll é homenageado nesta edição - André Reis/Divulgação/ND

Todos os anos, o evento procura homenagear em vida algum contista que seja reconhecido nacionalmente, no ano passado, infelizmente, houve uma exceção, já que Hélio Pólvora morreu dois meses antes do festival. Este ano a organização tratou de homenagear o autor João Gilberto Noll, que começou como contista, partiu para o romance e retornou ao conto no início dos anos 2000.

Autor gaúcho de romances como “Bandoleiros”, “O quieto animal da esquina”, “Lorde”, “Harmada” e “A céu aberto”, mas também de livros que mudaram o cenário do conto no Brasil, como “O cego e a dançarina”, “Mínimos múltiplos comuns” e “A máquina de ser”, Noll também venceu cinco vezes o Prêmio Jabuti. Segundo Schroeder, o primeiro conto da carreira de Noll norteou toda uma geração de escritores, sendo que o conto “Alguma coisa urgentemente” alcançou projeção nacional após ser adaptado para o cinema.



O escritor homenageado na 6ª edição do evento é conhecido por focar seus textos na homossexualidade, paridade de gêneros. “Esse assunto é importante nos tempos de hoje, pois ele sempre teve esse olhar voltado para o erotismo. Noll é um autor que tem uma voz muito própria. Quem o lê, reconhece fácil sua obra”, salienta Schroeder. Ele estará presente na mesa de abertura, nesta quarta-feira, às 20h 


Painel catarinense

O festival procura abrir espaço não só para nomes da literatura que já tem uma trajetória estabelecida, como para escritores locais que ainda buscam um lugar ao sol. Por isso foi criado um painel só com contistas catarinenses, com Dirce Waltrick do Amarante, Demétrio Panarotto e Salma Ferraz.

Além de Noll, que participará da mesa de abertura do evento, na quarta, às 20h, outros nomes importantes do conto brasileiro estarão presentes, como a escritora, crítica de arte e professora universitária Veronica Stigger, autora do romance “Opisanie swiata”, que venceu os prêmios Machado de Assis da Biblioteca Nacional de 2013 e o Prêmio São Paulo de Literatura em 2014; o escritor e tradutor Rubens Figueiredo, que levou os prêmios Jabuti e Artur Azevedo da Fundação Biblioteca Nacional com sua coletânea de contos “As palavras secretas”; o contista, historiador e arte-educador paulista Allan da Rosa, autor de “Reza de mãe”, e o romancista e contista gaúcho Paulo Scott.

Paulo fará um laboratório do conto no sábado, voltado à criação literária, para 20 pessoas. “Essa é uma questão bem séria para quem lida com criação. Serão trabalhadas as técnicas de bloqueio na invenção, nas temáticas, escolhas das personagens, narrador, entre outros”, explica o contista, que participou do festival na segunda edição, com o livro “Ainda orangotangos”.

O laboratório será uma grande mesa redonda, onde o escritor escutará as inquietações dos alunos e discutirá soluções. “Estou muito curioso para saber como está a produção catarinense”, salienta ele.

Serviço

O quê: 6º Festival do Conto
Quando: de 16 a 19/11, vários horários
Onde: Teatro Sesc Prainha e Biblioteca Sesc Prainha, travessa Syriaco Atherino, 100, Centro, Florianópolis
Quanto: gratuito

Programação

16/11, 20h, Mínimos, múltiplos e incomuns: mesa-homenagem com João Gilberto Noll

17/11, 20h, Vértices: linguagens, com Veronica Stigger (SP)

18/11, 20h, O conto ao redor: distância e aproximação, com Rubens Figueiredo (RJ) e Allan da Rosa (SP)

19/11, das 13h às 18h, laboratório do conto, com Paulo Scott

19/11, 18h30, Painel 1: Jogos de armar, com Dirce Waltrick do Amarante, Demétrio Panarotto e Salma Ferraz

19/11, 19h30, Painel 2: Oniscientes contemporâneos: da oficina ao livro, com Ana Luiza Tonietto Lovato, Cristina Moraes Vazquez, Irka Bairros, T.K. Pereira, Matheus Borges, Taiane Maria Bonita, Kathy Krauser e Gabriela Silva

In
ndonline
http://ndonline.com.br/florianopolis/plural/festival-do-conto-deste-ano-homenageia-escritor-gaucho-joao-gilberto-noll
 









Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário