Barro negro de Bisalhães classificado pela Unesco dará novo impulso à arte


 Fotocomposição Portal Splish Splash

Classificação do barro negro de Bisalhães pela Unesco dará novo impulso à arte

O presidente da Câmara de Vila Real afirmou hoje que a classificação do processo de fabrico do barro preto de Bisalhães pela Unesco, que será decidida no dia 29, poderá dar um novo impulso a esta arte ancestral.

A inscrição do processo de fabrico do barro negro na lista de património imaterial cultural que necessita de salvaguarda urgente vai ser decidida na 11.ª reunião do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), que decorre entre 28 de novembro e 02 de dezembro, em Adis Abeba. Esta é a candidatura que o Estado português escolheu para representar o país na sessão que a organização organiza este ano, na Etiópia.

"Temos muita esperança e a consciência de que fizemos tudo para que este processo saia vitorioso. Temos agora a esperança que, na votação final, tudo corra bem e que o barro preto de Bisalhães seja reconhecido pela Unesco como objeto de preservação", afirmou o autarca Rui Santos, em conferência de imprensa.

Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Redator das coisas da Vida e da Alma. Administrador e Editor do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal.

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário